segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Sonhos.


"Meus sonhos mudam todos os dias. Por que não mudariam? Minha vida muda todos os dias. Tudo muda todos os dias. Por que todos querem que eu tenha planos? Eu tenho planos. Só que eles não são os mesmos de ontem. Eu não quero uma vida programada, planejada, arrumada. Mas eu também não quero uma vida bagunçada. Eu sei o que eu quero. Mas o que eu quero hoje não é o que quero amanhã. Eu quero viajar, conhecer o mundo, aprender outros idiomas, outras culturas, outras pessoas. Eu quero tirar fotos todos os meses em lugares diferentes. Eu quero ter muitos carimbos no meu passaporte. Eu quero ter dinheiro pra ter o que eu quero. Eu quero lutar pra ser quem eu quero. Mas se eu lutar pelo que eu quero eu não conseguirei ter o que quero. Eu quero demais. Talvez eu queira mais do que eu posso querer. Talvez não. Talvez eu mereça mais do que eu quero. Talvez não. Aquele sentimento de querer e não poder. Aquela alegria de querer e realizar. Eu quero ser feliz. Eu quero ser feliz sem depender de ninguém. Eu quero poder dizer 'eu que fiz', 'eu que lutei', 'eu que vivi'. Eu não quero dizer 'eu trabalhei'. Eu quero dizer 'eu batalhei'. Eu batalhei pra ser feliz. Eu quero batalhar para realizar todos aqueles sonhos. Eu quero viajar. Eu quero chorar de alegria. De saudade. De amor. Eu quero gargalhar de alegria. De saudade. De amor. Eu quero ser alguém melhor. Eu quero ajudar quem precisa de mim. Eu quero que alguém precise de mim. Eu quero fazer alguém feliz pra eu ser feliz também. Eu quero amar. Eu quero amar tanto que meu coração exploda de amor. Não importa quem. Eu quero conhecer. Eu quero conhecer um pouco de cada coisa. Eu quero conhecer a história do mundo, pra poder entender o futuro do mundo. Eu quero conhecer a cultura do mundo pra entender a tristeza do povo. E a alegria também. Mas amanhã eu posso querer só um pedaço de chocolate. Meus sonhos mudam todos os dias."

Foto (https://www.facebook.com/nameeless)

4 comentários:

  1. Oi Lu, estava procurando uns blogs feitos por pessoas de Itajaí, para saber se existem pessoas como eu nessa cidade, com vontade de escrever. Achei seu blog e gostei bastante desse texto. Você é bem sincera e tem jeito com as palavras, consegue transmitir a dose certa de angustia e esperança que esse texto exige. Você tem muito talento, espero que não tenha desistido de postar por aqui.

    Gostaria de te convidar para visitar o meu humilde blog, se não for um incomodo. Lá eu posto poemas, contos e opiniões sobre livros, filmes e música. Também postei 4 capítulos de um livro que estou escrevendo. O link é:
    www.delirandoeescrevendo.blogspot.com.br

    Espero te ver por lá e que você volte a postar por aqui.

    ResponderExcluir
  2. Oi Raphael! Tudo bem? Obrigada pelo seu elogio, isso me faz muito feliz! Infelizmente parei de postar por um tempo, não acho que levo jeito para ter um blog, nunca fui uma boa divulgadora, mas estou pensando mesmo em continuar postando e começar a falar de livros, filmes, música, coisas que eu gosto muito de conversar! Veremos se conseguirei colocar esse projeto em prática! Adorei seu blog, você é extremamente talentoso com as palavras e críticas, seu blog já está nos meus favoritos!

    ResponderExcluir

Oi! Gostou do post? Não gostou? Deixe seu comentário aqui! :D