quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Maldita noite de insônia

    Insônia, pra que me atormentas tanto? Pra que vens e ficas até de manhã? Por que quando a manhã chega tu vais e deixa o sono vir? Tu és uma ingrata me enchendo o saco assim. Quando tu chegas já passa da meia noite, vens de mansinho e quando vejo os olhos não pregam e o teto me assombra. Aqueles pensamentos que ficam amontoados no cantinho da mente durante o dia se preparam para atacar: "será que serei alguém?", "será que terei dinheiro?", "será que conseguirei viajar ano que vem?", "será que recuperarei aquela nota ruim?", "será que a vida dará uma guinada e mostrará o lado bom?". A noite vem cheia de serás, e também chega a hora dos porquês. "Por que as coisas têm que ser assim?", "por que não estudei mais?", "por que não me dediquei mais?", "por que eu disse aquilo?", "por que eu não disse aquilo?". E então é a hora das reflexões, quando decidimos mudar de atitude e nos planejarmos melhor. "Amanhã eu vou começar na academia.", "amanhã eu vou estudar mais.", "amanhã eu vou limpar a casa.", "amanhã vou procurar um emprego.", "amanhã vou ser feliz.". Por incrível que pareça, tudo fica pro amanhã de amanhã. E na outra noite tudo se repete. Têm noites, como essa (se é que dá pra chamar de noite ainda), que não dá mais pra deixar tudo na cabeça e começo a escrever. Escrevo sobre a vida, o amor, o dinheiro, os estudos, o futuro. Principalmente o futuro. Como sempre vem aquele será e como sempre vem o amanhã. Chega de manhã e tudo é esquecido, a noite em claro, os planos quebrados, as perguntas sem resposta. Parece que o dia clareia tudo, deixa tudo mais bonito e menos amedrontador. À noite pareço tão pequena que ás vezes chega a doer, a dar medo. Talvez é por isso que escrevo. Talvez é por isso que fico acordada. Talvez é por isso que faço tantas perguntas e tantos planos e quando o dia vem eles parecem tão irreais. É como um conto de terror: o dia chega e os personagens perdem a crença no sobrenatural. O dia chego e perco a crença que posso fazer algo para mudar isso tudo. É como um ciclo vicioso, se alguém não quebrar, vai até o fim da vida. Mas amanhã eu vou começar na academia, vou estudar, vou limpar a casa de cabo à rabo. Mas ainda não. Ainda quero ficar aqui na cama quentinha pensando em como a vida é cruel. Parece mesquinho olhando por esse lado, mas é o que todo mundo faz, inclusive eu (principalmente eu). Fazer o que, reclamar é humano.


8 comentários:

  1. Oi Luana, tudo bem?
    Vi seu comentário lá no meu blog, e é legal saber que a minha parceria com outro blog me leva a conhecer outros blogs mais ^^
    Insonia é um saco, eu detesto não conseguir dormir e ter sono nas horas erradas.
    Que texto incrível!
    Beijos, estou seguindo seu blog ^^
    http://btocadoslivrom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bárbara, é ótimo mesmo! Eu sempre olho os blogs parceiros dos que eu gosto, sempre tem algo interessante, assim como achei o seu. É horrível né! Agora que reli enquanto estava mais lúcida (quando a madrugada passou) ficou um pouco confuso, mas fazer o que né, o que é um texto confuso na vida? hehe

      Beijos!

      Excluir
  2. Insônia é uma droga mesmo! Ultimamente só consigo dormir depois de estar um caquinho de pessoa, fora isso fico acordada! Blé! E tem vezes que fico acordando toda hora na noite e me revirando para todos os lados! Enfim, conheci seu blog hoje, amei a url e amei o blog também! Beijos!

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah odeio quando isso acontece! Vira pra um lado, vira pro outro... Argh! É horrível né Wandressa! Que bom que você gostou, muito obrigada! Quem dera eu ter um layout como o seu blog... sou um desastre nessas coisas! Tá lindo, já estou seguindo!

      Beijos!

      Excluir
  3. Essas perguntas são uma tortura. Piores são as perguntas dentro das perguntas: "depois do tal sucesso, do dinheiro, do seja lá o que for, tem alguma felicidade ou é só momento?" e por aí vai...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é um problema, tenho noites de insônia intermináveis com essas perguntas.

      Excluir
  4. Insônia é uma maldita que jamais deixarei de amar. Se não fosse essa belezura jamais teria escrito ou lido tudo que já li ou escrevi hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, a única coisa pela qual vale a pena passar uma noite em claro!

      Excluir

Oi! Gostou do post? Não gostou? Deixe seu comentário aqui! :D