sábado, 31 de dezembro de 2016

Olá 2017!


   Nessa última semana estive pensando muito no que eu quero para o próximo ano. Na verdade, essa coisa de ano novo é um tanto quanto superestimada. Afinal, quando eu acordar amanhã, vai ser um dia igual a todos os outros, não é como se alguma mudança realmente fosse acontecer, o mundo vai continuar girando, dando mais uma volta em torno do sol, e a vida vai continuar, como sempre (se o apocalipse não chegar hoje, claro). Mas, mesmo assim, as nossas esperanças são de alguma forma recarregadas nesse dia. Como se fizéssemos um backup de todas as coisas ruins. Voltamos com uma energia renovada, novas metas, novos objetivos. E era sobre esses objetivos que tenho pensado constantemente. 
   O ano de 2016 deveria ser o ano da minha formatura na faculdade, contudo, com o intercâmbio e ainda mais a transferência da faculdade, acabei atrasando em um ano e meio, e, como minhas amigas se formaram, e eu fui na formatura, que era pra ser a minha, eu acabei ficando um pouco deprimida, pensativa... De alguma forma, me deu mais folego apesar de tudo, pois acho que não estou preparada para ser uma bacharela em direito, ainda preciso fazer muito mais coisas, e, infelizmente, acho que agora é que tenho maturidade para concretizar essas coisas (ou espero que eu tenha).  
  Muitas pessoas dizem que esse ano que passou foi péssimo, um dos piores anos eveer. Mas não acredito que foi tão ruim, tirando algumas coisas. A minha avó descobriu um câncer, mas ela também venceu ele. Eu comecei numa faculdade nova, me senti muito sozinha, mas acabei conhecendo muitas pessoas legais. E a melhor coisa mesmo, do ano todo, foi o trabalho. Nunca pensei que iria me sentir tão bem em estar estagiando, mas realmente gostei, principalmente das pessoas incríveis que conheci lá. 
   Mas voltando a 2017, risquei as metas (vamos deixar a meta aberta) e deixei só os objetivos, meio vagos, meio soltos. Eu ainda nem os escrevi em algum lugar pra deixar registrado. Mas o que eu realmente quero nesse ano é estar mais aberta às pessoas, às ideias, às diferenças. É me dedicar muito mais aos meus sonhos mas não pensar tanto assim no futuro. É me preocupar menos com as coisas que não posso mudar e fazer o que eu puder para mudar aquilo que posso. 
  Enfim, espero que todos tenham um 2017 cheio de amor, amizade e alegria, com muitos sonhos concretizados e objetivos alcançados, e, claro, muitas e muitas viagens. Feliz 2017! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! Gostou do post? Não gostou? Deixe seu comentário aqui! :D